20201103VL5

Volta da Lagoa – parte 1

Saída marcada para as 8 da manhã de sábado em Canoas, dia 31 de outubro de 2020, o ano que praticamente não existiu pros antigomobilistas do Rio Grande do Sul. Dia das bruxas. Nossas projeções eram de algo em torno de 700km de estrada. Até Rio Grande onde seria nossa primeira parada, cerca de 360km. No entanto nossa primeira puxada seria até Camaquã (140km).

20201103VL1

Acima, primeira parada em Barra do Ribeiro. Dourado, Fusca do Seo Luiz, Genoveva do PT, e a Eva que transportava Fabiano, Vívian e a Coca.

A estrada até Camaquã está muito boa, e foi bem tranquilo rodar até lá. Com quatro horas pra fazer isso fomos sem pressa e apenas o capô da Genoveva (Brasília) abriu assim que passamos por Guaíba. Só saltaram para fora um rolo de papel higiênico, e duas ratazanas. kkk.

Os 140km foram transpostos em 2 horas e 30 minutos, se contarmos os 30 minutos de parada temos 2 horas rodando, o que nos leva a uma média de 75km/hora. Muito bom, dava pra andar mais rápido, claro que sim, porém pra que se teríamos que esperar até as 12:30, horário de saída?

20201103VL2

Enquanto almoçávamos os Fuscas, Brasílias e Kombis chegavam no estacionamento. Ao sair faltavam 20 minutos pra partida, nem deu tempo de nada, houve um pequeno Briefing pra reforçar a regra básica do “NÃO ULTRAPASSAR”, e quando vimos já estava cada um no seu carro, ligado, prontos pra estrada. No total 18 carros saíram de lá. 15 do Vintage Volks Camaquã e três do IVC.

Dois pontos pra destaque aqui, antes de continuar: primeiro a recepção do clube de Camaquã, muito obrigado por tudo, ajuda e por aceitar que nosso grupo andasse junto com vocês. E segundo o comprometimento dessa galera na primeira viagem. QUINZE carros!!! E um número grande de pessoas.

PT falou que a gente ia andar mais atrás de todos, fechando o comboio. O que no final do dia já não estava acontecendo, porque foram várias paradas e nem sempre a formação era mantida.

20201103VL4

Dito isso… vamos pra estrada novamente.

Impossível com tantos carros não ocorrer um ou outro incidente e problema. E uma regra que conhecemos bem nesses quase 11 anos andando, é que quanto mais carros maiores são as probabilidades. No entanto nenhuma falha que não permitisse a continuidade da viagem ocorreu e fomos até a Praia do Cassino, botar os Aircooled na beira do mar, mas aí continuamos na próxima postagem.

20201103VL3

About independente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *